Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

C49-101 Reencarnação: Justiça Divina

(Tenha-se como precisa a prova do Deus Bondade)
I- Um princípio da doutrina/ Se destaca entre os cinco/ E se impõe com afinco/ Verdadeira obra-prima! A metempsicose passou/ A outro nível se chegou/ O Espiritismo nos ensina. II- Nas mais antigas filosofias/ Esse dogma se apresenta/ Como também se comenta/ Enquanto palingenesia. Entre gregos e hinduístas/ Hebreus e mesmo budistas/ O renascimento se sucedia. III- Diversos estudiosos/ Estudam esse princípio/ Sem cair em precipício / São todos laboriosos. A cada caso confirmado/ Fica mais que comprovado/ Só não para os orgulhosos! IV- A despeito da Divina Lei/ Não propriedade exclusiva/ Da Cristandade rediviva/ Diria nosso Celeste Rei: – Uma vida só não basta/ Pro espírito que se arrasta/ Pra perfeição que apontei! V- A bênção da Justiça Divina/ Nos permite, sem castigo,/ Conformar um novo abrigo/ Afirma a nobre doutrina. E a cada reencarnação/ Caminho de redenção/ Se refaça em obra-prima. VI- A pedido ou compulsória/ A nova oportunidade/ Reorie…

C49-099 A Bondade de Jesus

(Perdoaria tudo e todo irmão, nos religando à divindade)
I- A luz dissipava a escuridão/ No caminho de Jerusalém/ Jesus seguia em sua missão/ Conduzindo tudo pro bem! Era o santo amor do mestre/ Que se anunciava no agreste/ Pra ontem, hoje e para além. II- E a algazarra da multidão/ Anuncia a páscoa hebraica/ Uma pequena aglomeração/ Oportunizara Jesus à prática/ Do bem que só ele trazia/ Pra todo aquele que se via/ E vivia uma vida dramática. III- A mulher sofrida, chorava,/ Atirada aos pés de Jesus/ Diante dele, se acalmava,/ Sentindo o bálsamo em luz. Doutores preparavam trama/ Pra ver se atira Jesus à lama/ Mas ele sequer temia a cruz! IV- Os doutores, por Moisés,/ Lançam ao Mestre desafio/ E nisso então fincam pés/ Mas Jesus desenha um fio: Calmo na terra ele escreve/ E para o futuro prescreve/ Em atitude de grande brio. V- Ele valorizava as mulheres/ Isso era de todos, já sabido: Daí, jamais, dele se espere,/ Ação em tom de descabido. Só aquele que, sem pecado,/ O direito tenha conqu…

C49-097 O Poder da Prece Sentida

(Frutifica em nós valores… remedia todas as dores)
I- O nosso verdadeiro ser/ De três camadas se faz/ O corpo grosseiro nosso/ Ajunta-se a duas mais. Nosso espírito essencial/ Para se unir ao carnal/ Uso o perispírito, aliais. II- Nosso verdadeiro sentir/ Reside lá no espiritual/ E o que a alma incomoda/ O faz ao corpo carnal. Nessa via de contato/ Sente a alma pelo tato/ Graças ao perispiritual. III- E o mau gerenciamento/ Do corpo, o nosso altar,/ Vem causar o sofrimento/ A nosso espírito que está/ Unido por uma trindade/ Pedindo, pela caridade,/ Uma prece para evitar. IV- Evitar um mal sentido/ Que nos possa magoar/ Evitar ser maculado/ E a alma assim manchar. E o efeito somático/ Se evite com um prático/ Momento para se orar. V- Evitar um mal no corpo/ Que possa desanimar/ Evitar ser deprimido/ E do corpo mal cuidar. E um efeito psíquico/ Só se evita se pratico/ Recolhimento a rezar. VI- A prece é uma ligação/ Com o nosso criador/ Pra pedir e agradecer/ Ou mesmo para louvor. Se isso nós…

C49-094 O Trem da Evolução Conduz Tudo

(Pode nos dar consciência e ter o bem por natureza)
I- Tudo segue a diante / Independente da gente/ E a gente pára perante/ O astro rei no poente. Embora o ciclo se faça,/ Espaço e tempo ele traça/ E cada dia é diferente. II- O trem da evolução/ Conduz tudo que existe/ Sem qualquer apelação/ Renova no que persiste. Em nos conduzir além/ Até quem se acha aquém/ Nada contra lho resiste. III- E o que parece ruim/ Amanhã se mostra bom/ E a dor agora em mim/ Amanhã terá novo tom. É que nossa compreensão/ Se limita a tal condição/ Que não ouvimos seu som. IV- Imagine o seu apito/ A soar sempre imponente/ Ou mesmo o seu agito/ A mostrar-se tão potente. Locomotiva qual trem-bala/ Em propulsão sem escala,/ Nos levando ao oriente. V- E o seu corpo se estende/ Pela sua linha férrea/ Ou suspenso por agente/ Condutora, quase aérea. Saindo no mais moderno/ Seguindo no rumo eterno/ Na essência, na matéria. VI- E o seu vagão derradeiro/ Pelo estado de atraso/ Ou seu trabalho primeiro/ Condutor de falso aca…