quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Notícia de Esperança, de blog a site

(Clique na foto para melhor visualização da Legenda:
Uma imagem vale por mil palavras, mas uma palavra conduz a leitura da imagem. Pretendo assim essa coluna virtual.)

A partir de 19 de dezembro ganharemos um site noticioso, o antigo blog do acadêmico de publicidade, Rodolpho Raphael cresce e aparece para a cidade e região. Hoje, o virtual é bem mais em conta que o real. Daí, a proliferação de blogs e sites em detrimento de impressos. Esperamos sucesso e, especialmente, muita autocrítica para admitir os erros e se corrigir no processo de aprimoramento.
Lá farei uma coluna, cujos textos e imagens serão postados inicialmente aqui. Minha coluna terá como título ARTEFATO. Essa é a de estreia.

Artefato 1
Feliz com os sites. Esse e o do município. Antes tarde do que nunca. Antes, extra-oficial, agora oficial: www.esperanca.pb.gov.br

Revisões
Em http://www.esperanca.pb.gov.br/secretarias/sarhma.php encontramos (...) João Batista Araújo é titular da pasta (agricultura) desde a administração anterior (Errado!) João do PT foi secretário de Planejamento. E segue “Por ser filiado ao PT e estar constantemente se aprimorando em políticas de empreendedorismo, reúne as qualidades que o prefeito Nobinho Almeida elegeu como prioritárias para a titularidade da pasta.”
No link da história da cidade encontramos (...) Atualmente, além da sede, há os distritos de Massabielle e São Miguel. (Incompleto) O vereador Anselmo Vieira encaminhou projeto e a Prefeitura sancionou, criando o Distrito do Pintado, em 2007, acredito.
Pois é aqui e no meu blog (www.evaldobrasil.blogspot.com) farei o papel de revisor on-line, sempre que puder informar/acrescentar um dado.
Já andei fazendo isso nos blogs dos amigos, mas isso começou na publicação de Badiva, pelo centenário de Silvino Olavo. Só não sei onde foi parar o meu exemplar do livro com os apontamentos e questionamentos, sempre na intenção de construir.

Trocadilhos, Trava-línguas & Afins
Primeiro: Dado ao dado que me foi dado, prefiro bozó ao dado.
Traduzindo: por causa da informação que recebi, prefiro chamar de jogar “bozó” ao invés de jogar “dados”. Por fim, em tempos de informação como poder, como poder informar se há tanto jogo de cartas marcadas?
Primeira: Pó-pô-pó? Tenho pó-pá-tapá-taio!: Traduzindo: Posso por o pó? Eu tenho o velho “anaseptil”, pó usado para tratar feridas, um pó para tapar talhos (cortes). Há quem use “tênis-pé”. Mas como fazer a assepsia ou qualquer tratamento em tempos de feridas que se abrem sem o devido preparo, sem a devida modéstia, sem equipe médica de plantão?
------------------------------------------------
(Mais de Evaldo Brasil em www.evaldobrasil.blogspot.com, espero assim no site Notícia Esperancense.)