Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

C49-128 | C49-129 | C49-130 Carnaval de Seu Jacinto

Imagem
Carnaval de Seu Jacinto I Cordel 49-128: Em memória de Jacinto Barbosa I- Os papangus que circularam/ No Carnaval de Seu Jacinto/ Festejam em outro recinto/ Por aqui só apalavraram. Por isso eu vou refletindo/ Vendo Sonhador assistindo/ Festança dos que ficaram. II- Por lá, comovente beleza/ Toma conta da iluminada/ Praça ao bem consagrada... Por aqui, mais da realeza/ De se repetir um formato/ Sem se preocupar, de fato/ Com mudar para a clareza. III- Por lá, lembra-se de avaliar/ Causa, efeito e aprendizado/ Sem melindre, nem acuado/ Todo modo de festejar. Aqui agente não consultado/ Pires na mão e prostrado/ Continua o seu rastejar. IV- Por lá, só o valor celestial/ Naturalmente segue regra/ E o pensamento se integra/ Num novíssimo Festival. Por aqui outros valores/ Ditam as tinturas e cores/ Que atingem o Carnaval. V- Seu Jacinto então me diz/ Pra continuar com essa luta/ Permanecendo em labuta/ Lembrando de ser feliz... Outros soldados de arguta/ Memória que não se insulta/ Tão bem faze…