Postagens

Mostrando postagens de Junho 2, 2011

C49-155: O ataque rasante dos gansos de Zé Belo

(Para professor Dinha, Adailton Santos)


I
Revendo memórias de criança
Parei, pensei... A pouco me dava
Conta de que nossa lembrança
Só com estímulos se mostrava.
Dinha, que um dia fora menino,
Vem aguçando o humor ferino
E numa tirada me provocava:

II
―Silvino Olavo devia estar doidão
Falando de Cysne, de Sombra
Iluminada... Aqui tem é ganso.
E eu nem sei qual era a lomba.
―Adriano Véi ficava chorando
Quando, comigo, pelejando o
Velho poeta, detonado tomba.

III
Por trás de casa campo incerto
A esquina de hoje era curvada
Garagens, esgoto a céu aberto
Óleo cru, fezes, terra molhada
E a gurizada brincando ao sol
O barro secando no mocotó
Carreira na hora da revoada.

IV
Relembro terreiros onde criança
Cacei, pesquei... tanto brincava
Rua da Lagoa, Ladeira do Cabaré
Onde, em venturas, eu sonhava.
Lula, a marretada, o sapo voando
Notas de cigarro e eu enricando
E um rasante que amedrontava.

V
Os gansos, primos dos cisnes
Saiam do muro, bela fazenda
De Seu Zé Belo e Dona Idalina
De manhãzinha, feito lenda.
Vão catar comida, em…

C49-154 ProJovem pro jovem jovem

(Ambiente de Esperança pra evitar seu padecer)

I
Depois que a gente nasce
E percebe o tempo correr
Percebe que está sozinho
No caminho para crescer:
Se não tivermos ajuda
Será um deus-nos-acuda
Nós podemos padecer.

II
Mas por aqui já existe
Funciona com experiência
O ProJovem Adolescente
Um serviço de convivência:
O vínculo ele fortalece
Na família que padece
Perante tanta carência.

III
ProJovem é para o jovem
Arriscado em proceder
Pra que volte pra escola
Pra diminuir o sofrer...
Assim cada um coletivo
Aqui encontra motivo
Pra lutar pro bem viver.

IV
Teatro, música e dança
Nesse projeto cultural;
Esporte, lazer e turismo
Na vertente ambiental.
Festas comemorativas
Em ações participativas
Na temática transversal.

V
Assim a gente renasce
Perante o tempo a correr
Já não se vê tão sozinho
Aprende a bem conviver:
Na chegada dessa ajuda
Já não há deus-nos-acuda
Mas há muito a se vencer.

VI
Por isso, se ajunte a nós
No trabalho voluntário
Convidamos todo jovem
A seguir nesse rosário:
Os de quinze a dezessete
Entre nesse telequete...
Você…