terça-feira, 8 de julho de 2014

BV019 Lautriv Mitelob: Boletim Virtual


Boletim Virtual 019

Leia o Boletim Virtual em calameo.com

C49-029 De como surgiu nosso peru


(Cruzamento transgênico I)

I
No tempo da Criação
Do trabalho incansável
Bem depois de Jesus ser
Escolhido, o Memorável,
Pra reinar nessa divina
Morada da grande sina
De superar o inominável…

II
Cada um com seu destino
Os bichos foram criados
E depois de muito ensino
Cada um foi pro seu lado.
Mas teve quem não ficasse
E seu caminho mudasse
E a discussão, começado:

III
Pois não é que a transgenia
Foi culpa de um Urubu
Que depois de se cansar
De comer só um timbu
Em sua olfativa diária
No que achava em precária
Vivência como um lambu:

IV
Abandonou sua esquadra
De abutres e urubutingas
Quando voava por aqui
E avistou pelas caatingas
Branca pavoa formosa
Cantora muito fogosa…
Chama e diz: ainda vingas?

V
Ela diz que seu pavão
Só sabe abrir a rabada
Pras novas, as safadinhas,
De plumagem renovada.
E que, sem preconceito,
– Quer saber, dou, ‘tá feito,
Dou conta da empreitada!

VI
Os céus azuis escurecem
Raio, relâmpago e trovão,
A ordem natural padece
De uma mal pensada ação.
O negão com a branquinha
Dança um tango à ladainha.
Em transe, enlevo e canção.

VII
Foi assim que o cruzamento
Da Pavoa com o Urubu
Fez surgir novo elemento
Cujo em canto faz gluglu.
E à pesquisa transgênica
Até hoje traz polêmica
Desde que surgiu o Peru.

Evaldo Pedro da Costa Brasil
(12 de Março de 2008.)