Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 4, 2015

C49-027 No namoro de hoje em dia só dão elas

Imagem
(Quem tiver seu pinto em ovo que das raposas proteja)
I - Nos tempos de antigamente/ Isso era muito complicado/ Pois as mocinhas viviam/ Como presas num cercado. E era uma grande agonia/ Quando elas então queriam/ Se arranjar com o namorado.
II - Hoje as coisas estão mudadas/ Apesar de algumas agonias/ Que certos pais ainda vivem/ Com as andanças das gurias. Se vão encontrar as amigas/ É certeza, vai haver brigas, E o pai grita: Isso é pras lias!
III - Mas já se foi aquele tempo/ Do velho ditado machista/ “Quem tiver suas cabritas… (Dizia a fala dos farristas) …que cuidem! Meus bodes/ estão soltos”. Se podes, Perceba hoje, pelas pistas!
IV - Guaxite, raposa, galinha, É como a menina é tratada/ Quando avança num menino/ Vai sem ter medo de nada, Se atraca e, feito uma gata, No telhado, quando engata, Pega o condão como fada.
V - E quando ela é das taludas/ Mesmo novinha na idade/ Mete um medo, faz tremer, Intimida, e sem maldade. E tem aquele que corre… E tem aquele que morre/ Achando que é…

C49-025 I'm Evaldo Brasil and stand by me

Imagem
(Nesses versos me apresento enquanto professor de inglês, mas principalmente enquanto pessoa, em minhas ideias e ideais, visão de mundo e proceder; minha opção pela profissão e pelo nordestinês; minha formação; prazeres e fé que me conduzem na vida.)
(Eu sou Evaldo Brasil e estou a seu dispor)

I - Eu sou Evaldo Brasil/ Sou professor de Inglês/ Por isso preciso ter/ Sapiência em Português. Trabalho com muito amor/ Carregado de humor/ A serviço de vocês!
II - Eu sou Evaldo Brasil/ Sou professor de Inglês/ Quando faço tradução/ Faço pro nordestinês. Trabalho a todo vapor/ Com um fogo abrasador/ Para aquecer vocês!
III - Eu sou Evaldo Brasil/ Sou professor de Inglês/ Quando de uma sugestão/ Faço pro bem de vocês. Trabalho a vida e o valor/ A partir do dom do amor/ Mantendo minha polidez!
IV - Eu sou Evaldo Brasil/ Meu nome tem o calor/ Da brasa que acendeu/ Com o fogo do amor. Com Arte eu já trabalhei/ Noutra língua mergulhei/ E aprendi a dar valor.
V - A todo tempo dedico/ O esforço e o empen…

C49-024 De como Desesperaldo Nascarreiras se viu como abençoado

Imagem
(Mergulho de uma Perereca em meio aos Tubarões)
I- Ter agilidade para fazer/ As coisas que precisamos/ É algo que é bom demais/ E disso nos orgulhamos. Mas não é o que acontece/ Quando se esquece da prece/ Quando nos desesperamos.
II- Foi como Desesperaldo Nascarreiras, sem prece, Se viu como abençoado/ Agiu e quase enlouquece/ Sem controlar sua pressa/ Como fazendo promessa/ Pra ver se assim enriquece.
III- O telefone tocou, atendeu, Acertou hora de encontro/ Não cuidou do seu asseio/ Para na hora já estar pronto. E foi ao banho apressado/ Mas viu no bojo utilizado/ Tubarões por todo canto.
IV- Enquanto ele se escovava/ Uma perereca mergulhou/ Na água em que se lavava/ Assim o asseio terminou. Lembrou-se dos tubarões/ Ignorou sonho, previsões, E a água usada reciclou.
V- Quando vai sair, correndo, Percebeu o que lhe faltava/ E quase se viu morrendo/ A pererecazinha, coitada, Foi lançada aos tubarões… Mas como aprende lições/ Agradece a Deus, dizendo:
VI- O que fazer sem os dentes/ Para pod…

C49-023 Enfim recomeça agora o nosso Ano Letivo

Imagem
I- Calendário! Temos muitos. Mas este é especial/ É como o religioso/ É sagrado, é original! Quem nunca dele viveu/ Parece que já morreu/ Quando usa a digital!
II- É o calendário escolar/ Que começa em fevereiro/ Vai à véspera do Natal/ O seu dia derradeiro. Passa ligeiro demais/ E quem já era capaz/ Com ele ficou matreiro.
III- Enfim recomeça agora/ O nosso Ano Letivo/ Professores e alunos/ Em processo educativo. Mas toda a comunidade/ Se envolve na novidade/ Do grande bem coletivo.
IV- O nosso Ano Letivo/ Enfim recomeça agora/ No processo formativo/ Vejo raiar nova aurora. O saber se faz suporte/ Para renovar o norte/ Pelo caminho da glória.
V- Você que ajuda a educar/ Com papel privilegiado/ Vê se não negligencia/ Sua missão, seu chamado. Você escolheu ensinar? Você escolheu educar? Novo mundo é chegado.
VI- Você que quer se educar/ Tem papel privilegiado/ Vê se não negligencia/ Sua escolha, seu primado. Você escolheu estudar? Você escolheu s’educar? Um novo ser é chegado.
VII- Vamos pe…