quarta-feira, 22 de abril de 2015

Satélite | IFPB | VSGM

2014
SD Obras em 2014, numa escala de 50m. Imagem capturada em abril de 2015. Seu conteúdo se reporta ao ano de 2014. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.
SD Edificações em 2014, numa escala de 20m. Imagem capturada em abril de 2015. Seu conteúdo se reporta ao ano de 2014. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.
2015
SD Obras do Instituto Federal, numa escala de 50m. Imagem capturada em junho de 2015. Seu conteúdo já se reportaria a este ano. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.
SD Edificações, numa escala de 20m. Imagem capturada em junho de 2015. Seu conteúdo já se reportaria a este ano. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.

Satélite | Região de Carrasco | VSGM*

2012
SD Carrasco, numa escala de 100m. Imagem capturada em março de 2015. Seu conteúdo se reporta ao ano de 2012. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.


Satélite | Assentamento Cícero Romana | Esperança/PB

2014
SD Nos limites do bairro Belo Jardim, o Assentamento, numa escala de 100m. Imagem capturada em abril de 2015. Seu conteúdo se reporta ao ano de 2014. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.
2015
SD O Assentamento, à direita, na mesma escala, capturada em maio de 2016. Seu conteúdo se reportaria ao ano de 2015. FONTE: Google Maps. TRATO: Evaldo Brasil.

Fazendo história | Macambira & Querindina | Esperança/PB

Morte de 'imortais da ABL' inspira cordel na Flip
Obras que homenageiam Millôr Fernandes e Ivan Junqueira, 
João Ubaldo Ribeiro e Ariano Suassuna (Foto: Paola Fajonni/G1)
G1 (30/07/14) A morte recente de três membros da Academia Brasileira de Letras (ABL) inspirou a criação de um cordel que está sendo vendido nas ruas de Paraty durante a Festa Literária Internacional da cidade (Flip), que começa nesta quarta-feira (30). “A morte dos imortais”, de Fernando Rocha e Marinalva Bezerra, é uma homenagem a Ivan Junqueira, João Ubaldo Ribeiro e Ariano Suassuna, que morreram nos dias 3, 18 e 23 de julho, respectivamente.
Segundo os autores, de Esperança (PB), o livreto surgiu como uma forma de chamar a atenção para a importância dos escritores e para lembrar “o desfalque eles vão dar” no cenário brasileiro. Eles contam que a obra mostra um pouco da história dos três imortais e o que representavam para a cultura.
“A morte é traiçoeira/Mas enfim foi enganada/Levou três homens com ela/Mas fez uma trapalhada/Pois foram três imortais/Eles ganharam a parada”, relata um trecho do cordel.
A publicação começou a ser gestada no dia seguinte à morte de Suassuna, autor de “Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta”.
“A gente achou que não ia dar tempo [de escrever], mas a morte dele não podia passar em branco na Flip”, diz Marinalva.
De acordo com o casal, a criação do cordel é uma tradição de família, mas eles começaram a escrever juntos apenas em 2003, apesar de estarem unidos há mais de 30 anos. Viajar para mostrar o trabalho que fazem já é um costume dos dois.

Leia Mais/Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/flip/2014/noticia/2014/07/morte-de-imortais-da-abl-inspira-cordel-na-flip.html