Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 26, 2015

C49-192 Eu sei como você votou nas eleições passadas | Evaldo Brasil | Esperança/PB

I - São tempos tempestuosos/ São tempos de barricada/ São tempos pouco orgulhosos/ De noites bem alongadas.../ Tem gente que nem notou/ Eu sei como você votou/ Nas eleições passadas.II - Para tudo há uma razão/ Nem sempre arrazoada/ Todos têm sua motivação/ Nem sempre justificada/ Tem gente que nem votou/ Eu sei como você votou/ Nas eleições passadas.III - Por força da propaganda/ Uma com outra levada/ Marias na corda-bamba/ Alcovitando a madrugada/ E a polícia nem chegou/ Eu sei como você votou/ Nas eleições passadas.IV - Por força do desespero/ De um direito negado/ Por uma necessidade/ Para dizer não foi dado/ Pois fulano arrematou/ Eu sei como você votou/ Nas eleições passadas.V - Sei como se votou/ Nas eleições passadas/ Trocou voto por favor/ Em listas enumeradas/ Um secretário anotou/ Eu sei como você votou/ Nas eleições passadas.VI - Dívida de gratidão/ Por toda vida eternizada/ Passada de geração/ Do velho pra meninada/ A mamãe bem que tentou/ Eu sei como você votou/ Nas elei…

C49-191 Motorista bom de freio | Evaldo Brasil | Esperança/PB

(ou De como Desesperaldo Nascarreiras se viu um abençoado 2)
I - Certo dia agoniado/ Foi atravessar a rua/ Estava em pleno dia/ Não era noite de lua.../ Por falta de inteligência/ Agia por imprudência/ E nem vira negra nua.II - E seguia apressado/ No corre-corre, na lida/ Depois de um contratempo/ Normalidade abatida.../ Se sentia seduzido/ Diante de um ocorrido/ Quase que perdia a vida.III - Só podia agradecer/ A Deus sempre presente/ Pelo seu Anjo de Guarda/ Protetor de renitente.../ Por via da habilidade/ De um guia de qualidade/ De um cidadão decente.IV - Quem por perto avistou/ Teve um susto, como eu,/ Teve quem rogasse praga/ Teve quem se comoveu.../ Um motorista bom de freio/ Seria instrumento, meio,/ Do retoque que Deus deu.V - Aparentando saúde/ Mas doente sem dar pista/ Estava fora do eixo/ O penitente, o artista.../ Mas teria batido as bota’/ Se não fosse a aposta.../ Se não fosse o motorista.VI - Pediu desculpas, saltou,/ Parecia um papa-léguas/ Parou, refletiu, pensou/ A r…

C49-190 | Esperança dos Meus Sonhos | Evaldo Brasil | Esperança/PB

(Dialogando com o programa radiofônico de Lanco Pintor, com a saudade do vivido e o desejo reprimido das Esperanças de cada um. O programa apresentado por Ednaldo da Silva, artista e artífice em diversos segmentos, atualmente vai ao ar pela Ban(abuyê) FM 87.9 Mhz)
I - Se nunca sonhou, diga,/ Se não quiser se calar,/ Se nunca lembrou, diga,/ Se achar que é p’ra falar: A saudade é uma atrevida/ Presente por toda a vida/ Lado a lado a caminhar.II - Uma lembrança da terra/ Que a gente faz nosso lar/ Uma lembrança da casa/ Aonde a gente vem morar/ Aquele velho brinquedo,/ Uma roupa, um segredo,/ Pareia p’ra se alembrar.III - Uma música bem distante/ Faz a saudade acordar: Aquela festa que eu fui/ O cheiro desse lugar.../ Um colo aconchegante/ Respiração ofegante.../ Dá vontade de voltar.IV - Mas o tempo prossegue/ E o que ficou para trás/ Só volta se bem vivido/ Senão, não se viva mais./ Dos meus sonhos, assim,/ A Esperança, p’ra mim,/ É uma criança em paz.V - É uma criança em guerra/ Batal…