sábado, 6 de fevereiro de 2016

Nas vias do absurdo 2 | Silvino Ferrabrás | Esperança/PB

Se ainda fosse sábo!

É madrugada agora
Amenhã terá rojão
Manhã de índjo na rua
Adepois blocos de Lia
Vai ter João de Maria
E travestido -nega nua!
Precedeno o arrastão
A escola em boa hora...

Quero Mais é persistente!
Morro do Piolho agita!

Segunda tem Maria
Bunita Mulé Macho
Vai ter Maria de João
Travestidas –bigó de tinta
À tarde a praça se pinta
De ala-ursa em multidão
Feito macaíba no cacho
- Lá vem arrasto, vigia!

Migué vem fazer mascara
- Máscara de ala-ursa, tio!

Terça torço pra sedo
Cedere a um bom senso
E as criança saíre
Sem tanto sol assolano
Por aqui eu vou ficano
E se as cinzas caíre
Depois de esfregá o lenço
Venho contá um segredo.


(Silvino Ferrabrás)